CONTRAPROVA NO CASO DA BARRA - 11:00 08/12/03

Novo teste buscar? sinais de sangue em mans?o de americano morto

O secret?rio de Seguran?a, Anthony Garotinho, determinou ontem que a pol?cia fa?a novo teste na casa do executivo Todd Staheli e de sua mulher, Michele, na Barra da Tijuca. Ele disse que a presen?a de detergentes ou de outra subst?ncia qu?mica pode ter alterado os efeitos do luminol, subst?ncia que detecta a presen?a de sangue em objetos.

Garotinho tamb?m determinou que a machadinha encontrada na casa seja desmontada, para que se tente achar vest?gios de sangue. ?Queremos uma contraprova. O luminol ? uma subst?ncia que normalmente n?o falha, mas pode ser que tenha sido utilizado algum material que iniba a a??o dele?, explicou.


Garotinho tamb?m informou que n?o h? possibilidade de adiar a reconstitui??o do crime, marcada para quarta-feira, com participa??o dos filhos mais velhos do casal, assassinado dia 30. "Achamos que ? fundamental para o esclarecimento desse epis?dio que a reconstitui??o seja feita com a presen?a das ?nicas pessoas que havia dentro da casa al?m das v?timas, que s?o seus filhos?, disse. ?N?o ? para criar nenhum tipo de trauma, mas apenas para esclarecer o fato, que ? de tanta dificuldade e mist?rio?.


O advogado da fam?lia Staheli, Jo?o Mestieri, disse estar avaliando se as crian?as participar?o da reconstitui??o. Ontem ele se reuniu com parentes das v?timas.