BOLSA SUPERA 21 MIL PONTOS - 10:25 10/12/03

Ibovespa acumula valoriza??o de 88,6% desde o in?cio do ano

A Bolsa de Valores de S?o Paulo fechou ontem pela primeira vez em sua hist?ria acima dos 21 mil pontos, aos 21.259,75 pontos, varia??o de 1,78%. Esta foi a terceiro alta recorde consecutiva do Ibovespa, refletindo o otimismo dos investidores em rela??o ao corte da Selic e ao an?ncio do novo modelo do setor el?trico. Quem investiu em a??es de energia j? dobrou o capital neste ano. O IEE subiu 108,9% em 2003 ante 88,66% de alta do Ibovespa. O C-Bond recuou 0,31%, a 97,75% do valor de face. O risco Brasil registrou baixa de 1,03%, aos 476 pontos b?sicos. Hoje n?o haver? leil?o de rolagem da d?vida. O BC anunciou resgate integral do vencimento de US$ 1,24 bilh?o. O d?lar recuou 0,23%, a R$ 2,935.

O fraco desempenho da produ??o industrial anunciado pelo IBGE ainda influenciou o in?cio do preg?o, por?m de maneira positiva. A queda de 0,50% na produ??o de outubro em rela??o a de setembro fortaleceu o discurso de que a economia precisa de juros mais baixos para voltar a crescer. Segundo analistas, o corte de 1% j? foi precificado pelo mercado de a??es - que agora aguarda redu??o mais agressiva da Selic, de 1,5%.

O giro financeiro do Ibovespa, assim como o fechamento em pontos, tamb?m vem sendo expressivo nos ?ltimos dois dias. No preg?o de ontem, passaram pela Bolsa de S?o Paulo R$ 1,480 bilh?o - volume 51% superior a m?dia do m?s passado, que ? de R$ 977 milh?es. Por?m, a cifra n?o ? sin?nimo de investimentos estrangeiros mais agressivos.

- Temos que levar em conta que os ativos est?o mais caros. O n?mero de neg?cios tamb?m vem sendo significativo. Isto tudo aumenta o giro financeiro - lembrou o analista Bernardo Moner?, da DC Corretora. Ontem, foram realizados 64.358 neg?cios, 46% a mais do que no preg?o anterior. Al?m disso, a proximidade do vencimento do mercado de op??es tamb?m contribui para o giro expressivo.

O setor el?trico foi o destaque do dia. O IEE - que re?ne os principais pap?is do setor - registrou eleva??o de 5,5%. No m?s, a rentabilidade acumulada ? de 15,1%. Em 12 meses, o ?ndice j? gerou 142,9% de lucros aos investidores que mantiveram a posi??o. Segundo o Minist?rio de Minas e Energia, o novo modelo de regulamenta??o do setor ser? divulgado ainda esta semana, provavelmente dia 11, quinta-feira. No entanto, segundo Moner?, o ?ndice j? est? perto de sua resist?ncia.

- O recorde do IEE, em d?lar, ? de 2.750 pontos. Atualmente, estamos em 2.200 pontos em d?lar, o que considero a primeira resist?ncia. A segunda barreira seria o pr?pria n?vel m?ximo que, neste ano, acredito que n?o ser? superado - afirmou Moner?.

A maior alta do dia foi registrada pelas a??es ordin?rias da Light, com varia??o de 24,3%, a R$ 89,60. Nos ?ltimos tr?s preg?es, o papel valorizou 78,8% na expectativa de renegocia??o de d?vidas da empresa. Telemar PN, principal a??o da carteira te?rica do Ibovespa, acompanhou a tend?ncia de alta e valorizou 2,11%, a R$ 42,50. Petrobras PN teve eleva??o de 3,78%, a R$ 71,35.

Os destaques de queda foram as a??es da Embratel, ainda sujeitas ? especula??o sobre o novo controlador acion?rio. O papel preferencial liderou, com desvaloriza??o de 2,6%, a R$ 10,12, enquanto a a??o ordin?ria recuou 1,6%, a R$ 14,35.

O mercado acion?rio brasileiro deve continuar a ser uma boa op??o de investimentos ao longo do primeiro semestre do pr?ximo ano, prev? Luiz Antonio Vaz das Neves, diretor da Corretora Planner. Para a segunda metade de 2004, no entanto, quando o Federal Reserve se ver? na obriga??o de elevar sua taxa b?sica de juros, segundo o executivo da Planner, os investimentos em a??es j? n?o ser?o t?o bons quanto nos primeiros seis meses de 2004. O ?ndice Bovespa dever? encerrar o ano que vem em 26 mil pontos. ??O mercado de a??es ir? muito bem no primeiro trimestre, razoavelmente bem no segundo e mal no segundo semestre, em fun??o da economia americana??, diz Neves.